Falar bem nas reuniões de negócios é transmitir confiabilidade

Seja qual for a sua profissão é inevitável que você tenha que participar de reuniões de negócios, mesmo que elas sejam diárias ou esporádicas. E nessas ocasiões, é importante saber como se comportar, pois elas podem definir o seu futuro profissional.

Nos dias de hoje, o hábito de escrever e-mail ao invés de telefonar ou mesmo se comunicar com seu colega ao lado por MSN tem feito as pessoas deixarem de treinar uma boa conversa pessoalmente.


Isso acontece pois, segundo especialistas, o medo de falar em público é o maior medo das pessoas. Mas isso tem solução até porque o sucesso de uma determinada apresentação depende mais de evitar erros do que ressaltar os acertos da comunicação. Cuidados simples e fáceis de serem observados garantem o bom resultado de sua oratória em qualquer situação.

Já imaginou como a vida poderia ser mais agradável se você pudesse se expressar em qualquer ambiente de maneira confiante, desembaraçada, e claro, sem medo? É possível falar com segurança e sem receio de que as pessoas possam censurá-lo ou criticá-lo. Relacionamos abaixo algumas orientações para que você utilize este momento a seu favor:

1. Uma boa apresentação pessoal para começar uma reunião de negócios ou um encontro social ligado à profissão inclui falar claramente seu nome, sobrenome e o nome da empresa onde trabalha.

2. Sempre se apresente àqueles que se sentam ao seu lado em um jantar de negócios. Se for possível, o melhor é esperar todos tomarem seus lugares à mesa antes de você se sentar. Tente se sentar ao lado de alguém que você não conhece para que possa surgir uma conversa.

3. Ao apresentar seu convidado ou outra pessoa durante o evento, mencione o nome e o sobrenome e, se possível, alguma informação interessante sobre ela.

4. Antes de ir para um evento profissional ou social, é preciso estar preparado para discutir questões de interesse atual, incluindo livros, filmes, programas de televisão ou eventos.

5. Uma boa dica para encontrar um assunto que sirva para iniciar uma conversa é começar o dia lendo pelo menos um jornal diário, uma publicação semanal ou assistindo a um noticiário da manhã.

6. Aproveite o tempo para conhecer os outros primeiro. As pessoas não se importam com você e com o que você faz até saberem que você se preocupa com elas. Em primeiro lugar, construa relações de confiança.

7. Acautele-se em ser um empreendedor muito impositivo. Em geral, somos tão apaixonados e tão empolgados com nossos negócios ou projetos recentes que falamos muito e demais em como vender a nossa imagem.

8. Preste atenção à conversa e pense antes de falar. Não interrompa, deixe a outra pessoa terminar seu pensamento antes que você dê a sua opinião. Aprenda a escutar em 80% da conversa e falar apenas nos 20% restantes.

9. Ouça com atenção, sorria e faça um bom contato visual.

10. Pratique as cinco palavras que ajudam a criar e manter a conversa interessante “Quem”, “O Que”, “Quando”, “Onde” e “Por que”.

Como potencializar sua Startup?

Ser dono do próprio negócio é um sonho em comum de infinitas pessoas. No entanto, para começar a realizar esse sonho é preciso primeiramente de uma boa ideia. Exemplos de pessoas que alcançaram o sucesso de variadas maneiras não faltam. Nos dias de hoje, o que está influenciando os futuros empreendedores são fatores como a inovação e modernidade.

Essa nova característica que avança no mercado ganha novos termos, como o Startup, que refere-se à um estágio da empresa, que pretende se tornar repetível (faz novas vendas sem ter um novo custo), e escalável (aumento de clientes sem que o custo acompanhe a receita da empresa, ou sejam o custo é quase o mesmo quando se tem 1 ou 1000 clientes). Por isso, não é qualquer empresa que se encaixa nos padrões de uma startup, que geralmente se identifica com aquelas que trabalham com internet e mobile, pela facilidade e alcance dessas plataformas.

Em Mato Grosso do Sul, por exemplo, há cerca de 50 empresas startups espalhadas por seis cidades, que decidiram se associar para melhorar sua competitividade empresarial. Os grupos têm o intuito de fomentar, qualificar e conectar empreendedores digitais em todo o Estado para aprender e compartilhar o conhecimento sobre essa área.

E uma das vantagens de fazer parte de um desses grupos é que a sua empresa passa a ter comunicação e marketing abrangidos. Geralmente quem se associa melhora nos aspectos tecnológicos, de vendas, marketing digital, como utilizar o Facebook para empresas e até na estrutura, que ajudam a crescer em escalas.

Como criar uma lista de e-mail?

Se você se pergunta como vender mais pela internet, saiba que ter uma lista de e-mail nos dias de hoje é de suma importância para que você possa divulgar a sua marca, sua campanha e os seus produtos para os seus clientes, de maneira rápida e prática. Mas para isso acontecer sem dor de cabeça, é importante lembrar que essa lista de e-mails deve conter apenas os endereços eletrônicos daqueles que estão dispostos a receber as suas mensagens, seguindo o conceito do opt-in (termo empregado para as regras de envio de mensagens que definem que é proibido mandar e-mails comerciais/spam, a menos que exista uma concordância prévia por parte do destinatário).

Geralmente essas listas são feitas usando endereços eletrônicos dos seus clientes atuais e de possíveis futuros clientes. Contatos dos amigos também são válidos, uma vez que estes podem divulgar a sua marca aleatoriamente nas redes sociais.
Uma dica importante é que a sua lista sempre deve ser formada pelo seu público-alvo, pois assim a sua campanha terá maiores chances de ser bem sucedida e de gerar bons resultados.

Caso a sua empresa seja de vendas online, é possível usar o e-mail do cadastro da compra de cada cliente como o endereço na qual o contato poderá ser estabelecido. E aqui vale ressaltar uma vantagem: sempre dê ao seu cliente um desconto especial, caso ele compre algo da sua loja. Cupons, vale-presentes e até um acesso exclusivo a um novo produto que ainda não foi exposto aos demais conta bastante.

Vale a tentativa!

Dicas para um bom E-mail Marketing

Podemos considerar o e-mail marketing como sendo uma ferramenta de negócios e
relacionamento bastante aproveitada no marketing digital. Se for bem utilizado, tendo
um objetivo definido, o intuito de fidelizar clientes fica bem mais fácil e a oportunidade de
conectar cada vez mais pessoas acaba tornando a comunicação personalizada.

Mais do que um simples contato eletrônico, seu contexto é capaz de estreitar os laços de
relacionamento com o cliente junto às grandes empresas. Fazer o marketing por e-mail tem muitos benefícios, como por exemplo, baixo custo, instantaneidade, envio de mensagem para muitos clientes de uma só vez e o aumento de vendas. Sem contar ainda com a facilidade que aprimora a interação positiva do cliente com a sua marca e negócios.

Para que o seu e-mail marketing seja bem-sucedido, é necessário filtrar as pessoas certas em sua lista de destinatários, definindo um público segmentado, seus interesses e expectativas sobre o que irão receber.

Abaixo, selecionamos algumas dicas essenciais para fortalecer o seu trabalho:

– Conheça os clientes: De nada adianta ter uma listagem enorme e irrelevante para o negócio. É preciso conhecer o cliente, saber o que ele compra; do que ele gosta. E contar com a autorização do mesmo é imprescindível. A melhor saída é deixar uma opção de cadastro tanto no ambiente virtual quanto físico.

– Conteúdo relevante: Deixe claro qual o propósito daquele e-mail. Se for venda, convite
ou apenas um informe, o conteúdo deve ser interessante para o consumidor, por isso, é
importante que você conheça o perfil de cada um e direcione suas mensagens para o público segmentado.

– Periodicidade: crie uma rotina com bom senso. Mandar várias mensagens por dia certamente resultará num opt out (quando o destinatário pede para que seu nome seja excluído do mailling) e uma por mês fará com que ele nem se lembre de você. Saber dosar é o segredo. É recomendável que seja pelo menos um ou dois envios por semana.

– Design da mensagem – Identidade visual da empresa é importante. Com um design simples, mas caprichado, as informações podem chamar a atenção de quem lê. Não esquecendo também de adequar esse e-mail marketing para várias plataformas como computadores, celulares e tablets. Uma dica valiosa: Quando o trabalho estiver pronto, faça um teste com seu e-mail pessoal.

– Acompanhe o retorno: A partir de um controle, você poderá saber quantas pessoas abriram a mensagem e quantas clicaram nos links. Essa mensuração é importante para a análise final dos dados e comprovar se o seu investimento foi positivo.

– Resultados: Mostra se as ações tem dado o retorno esperado para você. Os dados podem ser transformados em informações ou gráficos, para que posteriormente você faça um diagnóstico mais detalhado das preferências de seus clientes, dando abertura para novas campanhas.

Vale lembrar também que é preciso driblar o spam. Existe uma série de palavras ranqueadas em mecanismos específicos. Para que a sua mensagem não seja considerada lixo, você precisa fornecer um endereço de e-mail de retorno ou outro mecanismo de resposta baseado na Web que permita aos destinatários solicitar que você não envie futuras mensagens para aquele endereço de e-mail. O cumprimento dessas solicitações deve ser feita em até 10 úteis depois de receber o pedido de recusa e por no mínimo 30 dias depois de a mensagem ter sido enviada.

Preocupe-se em construir confiança para conquistar a lealdade dos clientes e fazer negócios. Você pode contratar uma agência de Marketing Digital para fazer todo esse gerenciamento para sua empresa.

Construa relacionamentos e bom trabalho!